segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Tempo Real : Mais um tipo de aplicação (aplicação?)

O termo Hedge é muito empregado no mundo das finanças.

Em uma tradução livre, poderíamos entendê-lo como uma operação de proteção.

Através de tais operações, busca-se a proteção contra variações de um determinado valor. Assim, existem várias formas de fazer tal proteção e a que venho falar hoje, porque tem a ver com a operação exercida, e por isso exposta neste post especial, é o Hedge Cambial com Dolar.

A compra de dolares é a forma mais básica de se proteger de uma desvalorização do real frente à moeda americana.

Há alguns meses havia exposto isso ao Uó, e mais recentemente ao Soulsurfer. Vejo a moeda americana sendo mantida em valores abaixo do que deveria estar e de forma artificial... Assim busquei alternativas para proteger uma parte do capital. Na verdade acho que é mais que proteção, vejo como um investimento se levar em conta que passa pela minha mente uma forte expectativa futura de subida desta moeda. Este movimento artificial deve durar até as eleições, ou o final do ano, não sei... Pode ser que tudo isso seja meramente uma viagem minha, um delírio e então estaremos empacando dinheiro num hedge sem sentido!

Fato que pensei primeiro na compra da moeda americana. E aí vi que as casas de câmbio trabalham com um ágil com o qual não concordei em arcar.

Segunda opção foi pensar em aplicar em alguma empresa que ganhe em dolares... Poderia achar agora uma cotação interessante e com a subida da moeda num futuro ganhar de tabela junto com a empresa. Tenho VALE em minha carteira, e vou mantê-la, mas a VALE encerra uma série de outras questões além da alta do dolar, passando pela demanda chinesa, esta sim ao que parece o principal divisor de aguas se a empresa alavanca ou não! GRND é uma empresa que vislumbra um cenário interno ruim, e como disse em um post anterior, não me enche os olhos definitivamente, mas que vem tendo um desempenho no minimo interessante no cenário externo, onde vende em dolar. Está aí, foi acrescida a participação da mesma, apesar das restrições que tenho a respeito da mesma.

Por fim foquei em um instrumento bem simples, mas para o qual se paga taxa ao banco : um fundo cambial. Assim foi difícil encontrar um que não exigisse tanto dinheiro na entrada e que ao mesmo tempo fosse menos pesado em termos de taxas administrativas.

Encontrei um que contemplou isso, pelo menos parcialmente, e apliquei um pequeno valor que estava para aporte esperando o momento certo de entrada na RV, que ao que parece ainda não é este!

Assim, aumentei meu portfólio e hoje conto na RF com as seguintes aplicações :

* LCI
* Debênture
* Fundo Cambial

Busco a proteção de uma pequena parte de meu patrimônio, mas como disse jogo também com uma interessante possibilidade de valorização muito acima do CDI, caso as minhas perspectivas e minha visão se confirmem.

43 comentários:

  1. GM,
    que banco oferece esse fundo cambial? Pergunto isso porque narras que buscastes um com boas taxas. Tenho no itaú por falta de opção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TL, interessaria se a Tx de Adm fosse de 0,85% e não houvesse taxa de desempenho?

      Excluir
  2. Guardião,

    a opção mais simples de todas é ir direto no Mercado Futuro. Mas em caso de lucro, terá que pagar IR, que fique bem claro.

    Vai no HB e digita WDOU14 (contrato de dólar vencendo em setembro)

    Mais informações:
    http://www.bmfbovespa.com.br/shared/iframe.aspx?altura=900&idioma=pt-br&url=www.bmf.com.br/bmfbovespa/pages/contratos1/contratosProdutosMinicontratos1.asp

    http://br.advfn.com/bolsa-de-valores/bmf/dolar-minicontrato/como-negociar-dolar-mini-na-bmf

    []s!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa, muito legal DiMarcinho...

      Interessante mesmo, obrigado!

      Mas me diga uma coisa : usando o código U (WDOU) significa que em 01-09 há o vencimento e então é feita a conversão dos valores e auferido lucro ou prejuizo? É assim que funciona?

      Analogamente, posso fazer um contrato mais longo, tipo um WDOF15 ?

      Valeu pela observação, e fico no aguardo dessas respostas!

      Excluir
    2. Sim, vc pode fazer mais longos sem problemas, desde que haja liquidez.

      Note que estes contratos permitem alavancagem, mas NÃO a utilize. Opere apenas o volume que você pretende realmente guardar em dólar. O valor mínimo por contrato é de 5.000 dólares, assim sendo, tem q ver na sua corretora se vc pode operar menos (eles costumam juntar um grupo q esteja interessado e juntam no financeiro deles e depois corrigem pra cada um, mais ou menos isso). Se for menos, vai ter q ver com eles.

      Os ajustes são diários e diretamente financeiro. I.e., digamos que você tenha entrado em 1 contrato, q pra facilitar, vou dizer q saiu a 10.000 reais. Este dinheiro vai ficar parado na sua conta.

      Se o dólar sobe 2%, vc ganha isso, ou seja, ao final do dia vc terá, em cash, 10.200 reais. Na conta. E assim vai, diariamente vai acertando. Ao final do contrato vc pode simplesmente "rolar" para o próximo, mas ACHO q precisa pagar corretagem.

      Amigo meu quem operava muito futuro (boi e café), mas eu mesmo nunca cheguei a movimentar para ver como é.

      []s!

      Excluir
    3. Interessante.... Vou buscar mais conhecimento!

      Obrigado mesmo pelo toque!

      Excluir
    4. Interessante mesmo, valeu pelas dicas Márcio!
      Esse é o meu próximo grande tópico de estudos: futuros, derivativos, etc.
      Porém, nesse caso é tudo feito em reais.
      No seu caso de compra de dólares para as olimpíadas, bom acho que vou reler os seu post e comentário a respeito, pois estou interessado em alguma maneira de juntar dólar sem pagar muito ágio e sem muitas despesas.

      Abraço!

      Excluir
  3. Guardião, certa vez aportei em um fundo cambial e ganhei uma grana, más nesse momento prefiro ficar de fora devido as taxas de administração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, BF, as taxas de adm são um problema! Rsss

      Excluir
  4. Aplicação defendida também por Mauro Halfeld, em torno de 10 % da carteira. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok, Bagual. Estou vendo muita incerteza no cenario para os proximos meses e o dolar parece ser uma fonte interessante de proteção.

      Excluir
    2. "parece ser"
      Desculpa seu guarda, mas já tem um erro nestra frase, ou é ou não é, "parecer" é subjetivo demais. Se você acredita na incerteza do mercado então seria melhor ter comprado mais debêntures ou algumas LCAs/LCIs.
      Abraço

      Excluir
    3. Quem sabe sobre o futuro, não é Uó?

      Cada qual faz sua aposta...

      Excluir
  5. Fala Guardião!

    A ideia é boa, mas eu fujo de qualquer tipo de fundo, inclusive os FIIs, rs. Será que não vale mais a pena comprar os dólares e guardar em casa?

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IL, era minha primeira opção até ver o ágil cobrado pelas casas de cambio

      Excluir
    2. Guardião, é a segunda vez que vc escreve isso: ágil. Não é ágil é ágio. Esses seus amigos aqui são uns fracos e ficam com pudores de te corrigir e deixam você exposto ao ridículo por aí falando errado. Com amigos assim, quem precisa de inimigos?

      Excluir
    3. Você tem toda razão.

      Ágio... O pior é que sei que é assim, mas o corretor do smart muda!

      Excluir
    4. Então vc escreveu todo esse seu post lá de cima num smart?

      sexto parágrafo:

      "Fato que pensei primeiro na compra da moeda americana. E aí vi que as casas de câmbio trabalham com um ágil com o qual não concordei em arcar."

      Excluir
    5. ah, tá. Agora quem pede desculpas sou eu, por ter chamado seus amigos de mentirosos. Na verdade todos vocês são farinha do mesmo saco, portanto se merecem, abraços!

      Excluir
    6. Guardião,

      Como assim? O que seria exatamente esse ágio? Pode explicar melhor?

      Excluir
  6. Olá Guardião
    Acho interessante a diversificação dos investimentos.
    Porém, se eu não entendi errado, vc não está fazendo nenhum hedge. Muito menos cambial. Vc esta pura e simplismente comprando dólar, seja ele via contrato futuro, físico ou via fundo.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou aplicando em um fundo cambial.

      A aquisição de dólares americanos é uma forma de proteção do nosso dinheiro frente a uma possível desvalorização do real.

      Isso não é hedge?

      Gostaria que me explicasse a diferença. De qualquer forma o que fiz finalizar o dinheiro em moeda estrangeira porque temo por uma desvalorização de nossa moeda num futuro próximo.

      Excluir
    2. Não, isso não eh Hedge.
      Seu conceito de Hedge como proteção esta corretíssimo, mas o exemplo prático não.

      Excluir
    3. ok, imagino que sim pois é um tema que estou longe de dominar.

      Mas gostaria que você pudesse explicar a diferença para que eu e outros possamos entender o porque do exemplo prático não se enquadrar em hedge conceitualmente.

      Excluir
    4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    5. Anonimo, obrigado pela opinião, mas perdoe-me por excluir o comentário.

      O ambiente é para discussões saudáveis, prefiro que não ofenda os que aqui se manifestam.

      Excluir
    6. ofensa, guardião é ler mentiras e equívocos publicadas pelos seus amigos. Mas como eu disse lá em cima: com amigos assim, quem precisa de inimigos? boa sorte, vai precisar.

      Excluir
    7. Amigo, por favor, entenda que o ambiente é livre e democrático.

      Sua presença aqui é bem vinda, tal qual é a do Dividendos.

      Excluir
    8. Guardião,

      hedge é uma PROTEÇÃO contra algum movimento contrário ao que você está esperando que ocorra com o ativo no qual está comprando.

      Você simplesmente comprou dólar. Se a sua carteira cair o dólar NECESSARIAMENTE vai cair? Não, né?

      Então não é hedge. É diversificação...

      Já dei um exemplo em meu blog com opções de venda. Aquilo sim é hedge.

      []s!

      Excluir
    9. *Se a sua carteira cair, o dólar NECESSARIAMENTE vai SUBIR

      Excluir
    10. Olá Guardião
      Acho que tem alguns anônimos que não curtem muito minha opinião
      :)
      Acho que o dimarcinho conseguiu explicar um pouco.

      Excluir
  7. Bom dia!Guardião, tens que levar em questão o imposto de renda.Comungo com os seus pensamentos,mas não encontrei a fórmula ideal para reduzir esses custos.Acredito que apesar dos ágios das casas de câmbio,sai mais em conta que fundos de bancos.
    Acionisa25

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade acionista...

      Essa é aliás uma discussão que é interessante levantarmos para chegarmos a alguma conclusão.

      Também não sei qual é a melhor formula ainda...

      Excluir
    2. Também tenho essa duvida: o ágio (ou lucro) das casas de cambio nao vai ser menor que a soma da taxa de adm + imposto de renda dos fundos cambiais? Estou pensando nisso porque estou pensando em comprar dolares para uma viagem no final do ano que vem, e também fico na duvida entre fundo cambial e moeda em especie.

      Excluir
  8. Dolar, hedge, derivativos, futuros... tudo isto é complicado para minha cabeça, rs. Vou de LCI mesmo, primeiro aporte realizado na data de hoje. prazo de 63 dias, pagando 92% do CDI.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LCI já tinha adquirido, pagando uma boa taxa (101,5%).

      Resolvi diversificar e apostar no dolar, que está a meu ver artificialmente baixo!

      Excluir
  9. Vou começar a divulgar meus investimentos também http://investidorconvicto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. linda sugestao q ce deu, jah implementei usando os dados dos 4 rankings: http://www.podereenergia.com.br/2014/08/ranking-lucros-julho14.html

    flw vlw

    ResponderExcluir