quinta-feira, 17 de abril de 2014

Aplicações do mês de abril 2014 - novidade na carteira!!!

Salve pessoal, às vésperas de mais um feriadão no ano.


Ações :

Até agora NADA.

Lancei uma ordem na pedra, que ainda não pegou e que expira em 23-04-14.



FIIs :

Comprei mais duas cotas de HGLG11, conseguindo o valor de R$ 1.118,00 por cada.

Não há outro FII com ordem lançada.



Renda Fixa :

Aqui é a novidade!

A título de diversificação resolvi no início do mês aplicar em nova frente de investimento, ainda pouco conhecida e utilizada pelos brasileiros : uma debênture.

A escolha foi para o lançamento das debentures incentivadas (e portanto sem incidencia de imposto de renda) da Santo Antonio Energias.

Hoje recebi a resposta da aplicação que renderá IPCA + 7,49% ao ano (isento de imposto).

Estava mesmo querendo entrar na RF para quebrar essa baixa diversificação e aproveitar a carona dos juros elevados que tornam essa modalidade mais atrativa. Pagar mais que o tesouro e com a isenção de IR tornou essa opção muito atrativa para mim!

Assim, com o dinheiro obtido pela venda de BBDC4 (para realização de lucro obtido da ordem de 10%), juntei mais R$ 6.865,00 obtendo o mínimo da oferta de R$ 10 k.


Resumindo o dinheiro investido na carteira esse mês foi de R$ 9.101,00 (dinheiro de fora) + R$ 3.135,00 (reaplicação da venda de BBDC4).

Abraços e bom final de semana!

31 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Olá Guardião, tudo bem?
    Você pretende permanecer por quanto tempo este valor aplicado em debêntures?

    Abs e ótimo feriado!

    ResponderExcluir
  3. Podia fazer um post explicando sobre debêntures, entendo nada disto, rs.

    Novas ações na carteira daqui: CGAS5 e GGBR4.
    FIIs: Nada!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uó, não é nada complexo. Basicamente é um empréstimo que você faz a uma empresa com a promessa da mesma te pagar com algum aditivo, em geral alguma forma pôs-fixada e é por isso que a maioria coloca que devolverá o valor "emprestado" pagando juros de uma NTN-B + um plus.
      Se ainda por cima você pega uma debenture que é de infra-estrutura há ainda por parte do governo isenção do imposto de renda que seria cobrado.
      Portanto essa debenture paga mais que a NTN-B (por causa daquele plus) e ainda não paga os 15% de imposto de renda ao final.
      Lado ruim é que a empresa falir não há garantias como uma LCI ou poupança por exemplo!

      Excluir
    2. Permita-me 2 comentários:
      Essas detentores não são isentas. Elas possuem alíquota zero.
      Não precisa carregar até o vencimento, inclusive ela deve pagar ágio para quem quiser sair antecipadamente, visa Vale.
      Abraço

      Excluir
    3. Dividendos :

      Sim, pode sair antecipadamente. Há ofertas por aí de debentures já lançadas em outros momentos que são negociadas nas corretoras numa espécie de mercado secundário.

      Eu havia dito que não há imposto e você diz que há mas a alíquota é zero. Gostaria de entender na prática qual a diferença.

      Excluir
    4. Mudar uma alíquota de imposto eh fácil. Passar a tributar eh outra história. Vide os incentivos de IPI que a linha branca recentemente teve.

      Excluir
    5. Ou seja, pode alterar de 0% para 10%.

      Mesmo assim parece valer a pena, inclusive para diversificação.

      Peço para que continue com notícias a respeito depois! Grande abraço!

      Excluir
    6. Valeu DH. É só acompanhar que eu vou atualizando mês a mês!

      Excluir
    7. Podia dar mais detalhes do operacional? Corretoras, opções, etc...
      Obrigado!

      Excluir
    8. Uó, vou te falar essa debenture especificamente.

      Minha corretora publica em "ofertas publicas". Lá você faz a consulta e vê o cronograma da oferta (data de divulgação, período de reserva, etc).

      Caso se interessa abre e faz o download da oferta completa... Bem aqui é a parte enjoada, os prospectos são sempre gigantescos, e embora tenha uma parte dele que é meio que um resumo, a linguagem é enjoada, rebuscada.

      Aí, você entra com o pedido de reserva nas datas em que estas ficam liberadas, assinala qual a quantia que você deseja reservar (nesse caso o mínimo eram 10K) e assinala se queres a série 1 ou 2 (vencimentos e taxas distintas).

      Vou enviar ao seu e-mail agora o prospecto desta, apenas para você analisar a título de curiosidade e aprendizagem.

      Abraços!

      Excluir
  4. Parabéns pela diversificação. Gostaria de saber se há possibilidade de liquidação antecipada.
    Não querendo jogar um balde de água fria, rs, estes recentes prejuízos que a empresa (Santo Antonio Energias) teve não te preocupam?
    Um FII de Yield de 0,7% ao mês pagaria em tese 8,7% ao ano, e normalmente são reajustados por um índice de inflação. Será que não compensam mais?

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se a corretora participar do Cetipnet, tem liquidez diária.

      Excluir
    2. AdP , sim você pode sair antes do prazo, vendendo a debenture.

      Sobre FIIs tenho mais que 50% da carteira nestes ativos e com yield de cerca de 0,85. Este HGLG por exemplo que comprei vai me pagar algo ao redor de 1% ao mês. Precisava diversificar.

      Acho difícil, mas não impossível, que a empresa venha a falir ou ter frequentes prejuízos deixando-a sem condições de honrar com suas dívidas. Faz parte desse investimento!

      Excluir
    3. Pq tenho a impressão que você leu um certo blog falando da possibilidade (ainda que remota neste momento) do governo vir a tributar os rendimentos de FII ?

      Assuma que estou certo e que você pensou nisto e por isto parou com FII para ir para outras coisas ?!! Fala ae ?! rsssssss

      BETO FISCAL

      Excluir
    4. Rss... Mais da metade da minha carteira é de FIIs e eu comprei FII nesse mês (releia o texto!)

      Tenho temor de várias coisas oriundas desse governo que não cumpre compromissos. Isso inclui as mudanças de regras com os FIIs sem aviso prévio! (Mas infelizmente não apenas!)

      Excluir
    5. que historia é esta de tributação em cima de rendimento de FII?

      Excluir
    6. Obrigado pela info, Guardião.
      Sucesso no novo investimento.
      Abraços

      Excluir
    7. Uó, houve uma discussão de riscos em investimentos, creio que nos comentários do blog do SoulSurfer, e ele levantou que por exemplo se os FIIs fossem taxados todos teriam bruscas quedas de rentabilidade mensal e dos valores de VP.

      Eu apenas mencionei que tenho esse medo sim, pois nada impede ao governo taxar os FIIs : geraria mais renda (e o governo só parece saber ganhar dinheiro aumentando ou inventando impostos), atingiria um percentual baixo da população e certamente quase nada do eleitorado petista. Vide a última pesquisa : "...Por critério de renda, a pesquisa mostra que Dilma tem a taxa mais elevada de intenção de voto entre os que ganham até um salário mínimo (52%) e a mais baixa entre os que ganham mais de cinco salários mínimos (26%). O desempenho de Aécio é o inverso – o tucano tem mais preferências na faixa de mais de cinco mínimos (26%) e menos na de até um salário mínimo (7%)"

      Só isso... Riscos tudo há... Se a empresa falir não recebo meu investimento de debenture, se o governo quiser prende a poupança, etc, etc, etc... São riscos baixos (creio), mas é mais fácil e menos traumático para o governo inventar que agora o rendimento de FII não paga mais 0% e sim 15%, por exemplo!

      Excluir
    8. AdP obrigado pela visita, sempre pertinente participação e pelo desejo de que o investimeto dê certo!

      Excluir
  5. Essa hidrelétrica eh uma das mais eficientes na geração de energia por m2 alagado nume região de abundância de chuvas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E num país cada vez mais carente de fontes energéticas!

      Excluir
  6. Debentures penso ser Um investimento que deixa o cara meio engessado. Prefiro investimentos mais dinâmicos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto ao engessamento acho que você está certo.

      O restante vai do perfil e da atual diversificação da carteira de cada um.

      Abraços!

      Excluir
  7. E o BAGUAL comprando: 200 ABEV3; 100 CMIG4; 200 RAPT4; 100 GRND3; 1 AGCX; 1 MAXR11. Abraço e feliz Páscoa.

    ResponderExcluir
  8. Olá The Guardian, também já me senti tentado a investir nesse tipo de debenture, mas, atualmente não penso em investir nelas. E razão e muito simples. Creio que estamos no final do primeiro ciclo de aumento de juros. Em 2015 creio que iniciaremos um segundo ciclo com um provável aumento dos juros internacionais. desta forma a taxa que é boa hoje pode estar defasada no futuro. Você sabe que tinha alternativas isentas de IR com boa rentabilidade e de cp.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá SandMan.

      Pois bem, é uma diversificação como disse...

      Pode fundamentar a razão que o faz pensar porque estamos no final do primeiro ciclo de aumento de juros e que em 2015 teremos esse provável aumento dos juros internacionais.

      Excluir
    2. Concordo com o Sandman no que se refere aos ciclos de aumento da SELIC.
      Para mim em 2015 vem mais por aí (vide, vários posts no blog maovisivel, do Alexandre Schwartsman).

      Agora, exatamente por isto me parece que os FII sofrerão bem mais do que as debêntures incentivadas. Sem falar na real possibilidade do Governo taxar o rendimento dos FII.

      Aumento de SELIC e eventual taxação dos FII levarão as cotas a derreterem.
      E por que as debêntures sofreriam menos? Elas também não podem ser taxadas? Poder, podem. Mas, as empresas teriam maiores dificuldades (e custos) em captar empréstimos, e além da pressão de grandes empresas ser muito mais forte do que a de cotistas de FII, isto poderia atrapalhar o plano do Governo em incentivar a iniciativa privada em investir em infraestrutura, que é a razão de ser das debêntures incentivadas.

      Sandman: para a NTN-B render igual às debentures da 2ª série da Santo Antônio Energia, pelos meus cálculos, teria que estar pagando mais de 9,8% de taxa, dado um IPCA de 6,2% a.a.
      Será que os juros voltam a este patamar? Acho que nem tanto...

      Excluir