segunda-feira, 6 de junho de 2016

Operação tempo real - primeira de junho


Buenas!

Fôsse nosso país uma empresa, como está a governança, o endividamento, o lucro e as perspectivas?

Certamente não inspiram confiança no campo fundamentalista!

Mudamos a direção, mas a atual também gera dúvidas. Veja, não defendo a volta da Dilma ou do PT, muito pelo contrário. A meu ver antes Temer que Dilma/Lula/Corja vermelha mil vezes.

Mesmo que tivéssemos algum nome dos sonhos (e não temos, na minha opinião) ainda assim o país ficou destroçado após os vermelhos. Os fundamentos estão deteriorados.

Quanto mais pobre, mais ferrado. Pois é... Os iludidos pelos demagógicos pagam agora um preço maior que toda a nação.

O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1), também conhecido como inflação da baixa renda, acelerou no mês passado, passando de 0,69% em abril para 0,84% em maio. No ano, o indicador acumula alta de 4,69% e, em 12 meses, de 9,82% (versus 9,15% do indicador oficial).

É... os fundamentos estão ruins.

Aí venho pensando : será que nosso dinheiro tão desvalorizado ainda não pode piorar?

A presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, disse nesta segunda-feira que aumentos dos juros do banco central norte-americano provavelmente estão a caminho porque as "forças econômicas positivas compensaram as negativas" para os Estados Unidos.

Isso conciliado com as especulações do campo político (denúncias de Cerveró, o caolho, que a “presidenta” sabia de tudo) fizeram que eu considerasse mais ainda algumas questões, e resolvi que hoje seria um bom dia para transformar alguns temers em obamas (até porque com a denúncia o mercado reagiu baixando o dólar). Comprei dólar.

Oh! Isso não é aplicação/investimento. Isso é Hedge. Blá blá blá...

Olha, não sei, mas decidi aumentar minha proporção em verdinhas tanto para me proteger, quanto para talvez surfar numa onda.

Não sei se vai ocorrer, não recomendo nada, e mais uma vez dou transparência nas operações de tempo real : comprei dólares!


Abraços a todos!!

32 comentários:

  1. Kkkk...

    Eu também

    So não quero esperar pra comprar em 4!

    ResponderExcluir
  2. Doleta nas alturas ainda heim... será que volta a R$4?

    ResponderExcluir
  3. Guardião,

    Sempre é bom ter uma reserva de valor em dólar em casa.

    Pretendo fazer a minha assim que possível.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Ótimo movimento, a partir do ano que vem também pretendo dolarizar um pouco meus ativos. Espero que as coisas melhorem até lá e o dólar já esteja perto dos 3 reais de novo.

    ResponderExcluir
  5. "Oh! Isso não é aplicação/investimento. Isso é Hedge!!

    kkk, não vou dizer isto, mas é hedge mesmo hehe.

    Sem brincadeiras, bom, se você acha que vale a pena e se sente confortável, por que não?

    Nunca pensei em comprar dólar ainda ... Ainda sou da ralé hehe.

    Tenho uns $ 4,50 da última viagem que fiz aos EUA, já é alguma coisa rs.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é hedge, mas as pessoas acham que isso não é um movimento a ser reportado ou realizado. Enfim...

      Me sinto desconfortável em ficar apenas nos reais, e vejo esse hedge como uma diversificação.

      Pretendo constituir 10% do patrimônio em dólar.

      Excluir
  6. Olá, Guardião!
    Medindo pelo poder de paridade, a única medida mais lógica para médio-longo prazo, o dólar deveria estar em torno de R$3,30-3,35. Nada muito distante do que está atualmente.
    As pessoas falam da desvalorização do real, mas absolutamente ninguém fala se fazia sentido um dólar a R$1,50 a menos de cinco anos, quando medido por paridade o dólar deveria estar entre R$2,4-2,5.
    Sendo assim, a sua compra não é tão arriscada, e nem tão promissora, levando em conta apenas essa forma de analisar o câmbio. É evidente que flutuações de curto prazo pode levar a moeda para cima e para baixa com maior ou menor intensidade.

    Agora, você falou sobre a chairman do FED. Talvez uma das grandes ilusões é que os Bancos Centrais controlam ao seu bel prazer as taxas de juros. A única taxa controlada diretamente para o FED é a FFR.
    E você saberia dizer como a FFR pode subir com os bancos com quase 3 trilhões depositados juntos ao FED como excesso de reserva? Estaria o FED disposto a operar mais forte no open market vendendo os títulos subprime que ele recheou o seu balanço para salvar os grandes bancos na crise de 2008 (não, os títulos não desapareceram como muitas pessoas imaginam)? E se fizer isso, estaria disposto a ver os juros aumentarem significativamente em empréstimos imobiliários, ao consumidor, etc, mesmo?
    Não vejo, além do IMB, ninguém fazendo essa análise no Brasil.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Soul,

      Câmbio é complexo. O que o leva a crer que 3,30 seria o ponto de equilíbrio? Há dois meses o então governo admitia deficit de 90 bilhões. O novo governo já coloca 170 bi.

      Quem fala a verdade? Que outras coisas ainda não sabemos e que virão a tona? Enfim... Pais nada transparente e cheio de safadeza...

      Quanto ao FED temos que tentar ler as entrelinhas, e hoje mesmo na sabatina do novo presidente do BC pareceu-me que ele também crê na elevação de juros.

      Não penso em lograr ganhos exorbitantes, mas temo uma desvalorização ainda maior de nossa moeda, bem como isso faz parte de um plano de galgar a faixa de dez porcento do patrimônio em dólar.

      Abraços, obrigado por acrescentar!

      Excluir
    2. "O que o leva a crer que 3,30 seria o ponto de equilíbrio?...O que o leva a crer que 3,30 seria o ponto de equilíbrio? "

      Você conhece o site do Finanças Inteligentes? Está no blog rol do Pensamentos Financeiros.
      Acho que os últimos 3 ou 4 posts dele podem lhe auxiliar a raciocinar melhor sobre a questão do câmbio e a subida da FFR.

      Anônimo trollador

      Excluir
    3. Ter reserva cambial em outra moeda é fundamental independente de quando tiver a relação dólar/real.

      Pode ser dólar, euro, franco, libra, etc

      O importante é ter parte do patrimônio em moeda forte.

      País de terceiro mundo sempre é capaz de se afundar mais.

      Abçs!

      Excluir
  7. Olá Guardiao!

    Vc comprou dolares em especie, aplicou num fundo cambianl ou contratos futuros?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desta vez comprei em espécie.

      Já possuo fundo cambial.

      Contratos futuros quisera saber operar... Se alguém se dispuser a fazer um post aprenderei!

      Excluir
    2. Ué moço, futuros é fácil.
      Vai no HB e taca a ordem WDO_ (mini dólar futuro), onde o "_" deve ser substituída pela letra do vcto. Normalmente só o contrato que vence no mês corrente e no próximo tem liquidez.
      Você terá que deixar na sua corretora uma quantia em dinheiro de margem para ajustes, a depender do número de contratos operados(várias tem a opção de você utilizar um fundo DI da própria Bolsa com liquidez diária, para o $ não ficar parado, sem rendimento).

      A Bolsa fará ajustes diários na sua conta da corretora: crédito ou débito, de acordo com sua posição. Se você vendeu e o dólar subiu, você será debitado. Do contrário, creditado.

      Por isso a necessidade do $ na corretora, pois do contrário, diariamente você teria que acompanhar eventuais chamadas de margem, depositando trocados na conta.

      Anônimo que lhe trollou abaixo sobre o câmbio

      Excluir
    3. Agradeço a disposição de ajuda.

      Excluir
    4. Olá Guardião,

      Fiz um texto sobre mercado futuro na Bovespa.

      Acho que irá te ajudar.

      http://www.investidorinternacional.com/mercadorias-e-futuros-no-brasil/

      Abçs!

      Excluir
  8. Qual a proporção de moeda estrangeira no seu capital/patrimônio investido? Tem um % objetivo?

    Se considerar somente o capital (sem imóveis), tenho aprox 5% em USD. A idéia é manter 5% no longo prazo, através de alocação de ativos.

    Por outro lado, quando viajo, eu gasto uns 2K ou 3K da conta no exterior, então vou repondo antes e depois da viagem.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou hoje com cerca de 6%

      Meu objetivo é 10% como mencionei em comentário acima.

      Excluir
  9. Guardião, o problema é guardar esse dinheiro em espécie....

    Sucesso,abraco!
    Bagual

    ResponderExcluir
  10. Todas as casas de câmbio que procurei achei a cotação um pouco elevada. Onde você adquire dólar?


    Att.
    C.J.

    ResponderExcluir
  11. http://burguesinglorio.blogspot.com.br/

    Desconfio que seja o próprio Mobral sob novo pseudônimo, afinal, quem guardaria vários posts de um blog dentre muitos ?

    Ora, a princípio, só o próprio dono do blog teria estes posts!

    ResponderExcluir
  12. Pena que só tenha lido esse seu post hoje (estava de férias).
    Se tivesse lido na data da publicação, teria deixado de perder bastante, pois venderia as minhas doletas na hora.

    De boa, sem querer trollar mas já trollando, você é um dos meus termômetros no que se refere ao câmbio (desde que se desfez de uma operação em 2015, quando a doleta foi a R$2,60 ou algo por aí): você compra, é para ligar o radar para vender. Você vende, talvez seja hora de comprar...kkk

    Fique na paz. É brincadeira, mas é a sério mesmo.
    Abraços,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom anônimo! Espero que esteja ganhando e construindo um forte patrimônio como eu. Já chegou no seu primeiro milhão? Eu vendi ao redor de 3,00 reais após ter comprado por 2,25 dois meses antes, e se tivesse sua bola de cristal deveria ter vendido quando ultrapassou o 4,10.
      Mas a compra de agora não é pra "lucrar" como foi antes, e sim pra mudar meu percentual para uma moeda mais forte.
      No mais é fácil prever o já ocorrido!

      Excluir
    2. Concordo Anônimo! Esse guardião é uma comédia, o cara compra BBAS3 a 21,XX e BBAS3 cai para 15,XX... compra dólar e logo temos a maior queda do dólar no mesmo mês desde o início do plano real!

      Sei que vc vai vir com o argumento de que no anonimato é fácil e tals... que vc coloca a cara pra bater em tempo real, etc, etc...

      o meu objetivo é abrir a sua cabeça pra fazer uma análise melhor da conjuntura e parar de ter prejuízo, entende?

      Abraços

      Excluir