sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Como obter mais informações sobre os fundos bancários

Boa noite a todos!

Este post que trago é sobre algo simples, mas interessante, sobre os investimentos em Renda Fixa.

Quando se faz opção por algum fundo bancário podemos ver o histórico do desempenho desse fundo, como anda a rentabilidade, etc, mas sempre fica na cabeça "aonde esse fundo aplica?" E obviamente essa informação existe, e é aberta à nossa pesquisa.

Assim, na época que o nosso (des)governo tentou baixar os juros na marra, entrou muito na moda os chamados "fundos de inflação" ou "IMA-B". Eram fundos bancários que tiveram uma incrível alta naquele período. E por que? Porque boa parte de sua carteira era aplicada em títulos NTN-Bs de prazos longos, e nas baixas sucessivas de juros esses títulos se valorizaram, pagando um premio maior!

O inverso ocorreu nesses fundos quando o (des)governo voltou a subir a taxa de juros.

Algumas pessoas preferem por comodidade investir em fundos de ações. Seja um fundo focado numa empresa específica (Ex.: Vale, Petrobras, etc), seja os "fundos multimercado". Mas será que essas pessoas sabem onde o banco está aplicando o dinheiro?

Por fim, para aquelas modalidades mais conservadoras, os fundos DI tradicionais também vemos distintos desempenhos, que são baseadas, claro, nas diferenças de aplicações.

Assim, vamos descobrir de forma simples onde aplicam nosso dinheiro?!

Primeiro passo, para facilitar :

Entre no interessante site "Comparação de Fundos"

https://www.comparacaodefundos.com

Lá vamos achar sem dificuldades o nosso fundo em questão e ainda podemos "brincar" com o mesmo a fim de compará-lo a vários outros e aos índices CDI e BOVESPA.

Vou usar um exemplo : Fundo Bradesco Prime Renda Fixa Plus.

Jogue lá o nome, entre, obterá um gráfico.
Desça e clique no nome do fundo :


Ao clicar nele outra página se abrirá e então você agora encontrará o CNPJ que vai facilitar sua vida!


Faça o Control C + Control V desse número e vá para a página da CVM : cvm.gov.br

Na página da CVM desça o cursor e na aba de "acesso rápido" clique em "fundos de investimento"


Pronto você foi direcionado para uma página onde colocará aquele CNPJ obtido na pagina do comparação de fundos.

Coloque o CNPJ e vá para a próxima página, que no nosso exemplo seria esse :
Clique no fundo e cairá na página onde obterá as informações sobre o referido fundo.
Clique então em "Composição da Carteira" :


Aí estão as informações de aplicação do seu fundo.


Note que frequentemente o tal fundo aplica em outro fundo... Então repita o processo para esse novo fundo para ver onde efetivamente está aplicado o dinheiro. Algumas pessoas podem inclusive se questionar : "oras, estou pagando administração para um fundo para que ele simplesmente aplique em outro que por sua vez cobra outra taxa de administração?". Sim, afinal, por mais que a Luciana Genro do PSOL queira o contrário, os bancos sempre ganharam, sempre ganham e sempre ganharão dinheiro de nós trouxas!! Rss...

Vale lembrar que esse caminho serve também para aqueles que aplicam em fundos DI, Multimercado, cambial, etc... E também na Previdência Privada. Para tal cheque no seu contrato de previdência privada qual o nome do fundo que a previdência privada em questão utiliza e faça o mesmo processo!

Boa sorte e bom final de semana a todos!

20 comentários:

  1. Muito bons estes sites.Nas "lâminas" dos fundos sempre têm alguma coisa.O problema que para os leigos como eu tem uma linguagem difícil.Outro dia tentei decifrar o BB rf ind 20MIL.Queria saber quais as datas de vencimento dos títulos e alguma estratégia de saída...mas foi em vão.Algum colega tem esse fundo.Tem como ter um melhor time de saída?.Obs:.fundo é atrelado as NTN-B.Só que vivem comprando e vendendo títulos...
    Acionsita25.Valeu!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos que ir lendo e acostumando.

      Não tenho esse fundo.

      Excluir
  2. Post de grande valia e que nos estimula a buscar o que os gerentes dos bancos não dizem e ou não sabem.

    Grande abraço!

    Bagual

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Bagual.

      Acho o post interessante como um primeiro passo para aqueles que tem um dinheirinho guardado e buscam iniciar os estudos.

      Excluir
  3. Olá, Guardião! Sumido companheiro. Gostei da Postagem, bem instrutiva.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Soul.

      Estou dedicado ao trabalho. No fechamento do mês entenderá melhor a razão!

      Excluir
  4. Aí Seu Guarda, voltando à ativa.
    Gosto muito destes dois sites, e uso muito o site da CVM para acompanhar as carteiras de fundos de RV. Fundos de RF nunca parei para ver.
    Ultimamente tenho acompanhado a carteira do Fundo Verde, depois pesquise lá, você verá que ele tem mais de 50% hoje alocados em TD, mais de 5 bilhões. E está também como uma boa alocação em câmbio.
    Abraço!
    -

    ResponderExcluir
  5. http://www.valor.com.br/brasil/3644970/bc-enfrenta-armadilha-de-juro-diz-stuhlberger-gestor-do-fundo-verde
    http://www.tbsconsultoria.com.br/fundo-verde-finalmente-ganha-com-cambio-em-julho/

    ResponderExcluir
  6. Mobral: muito bom o post, ensinando a pescar.
    BEEF: o Verde tá com mais de 68% em TD. Vc sabe como diferenciar qual título é qual pela numeração que consta lá no site da CVM?

    ResponderExcluir
  7. Interessante sua postagem, mas no caso de alguns fundos de ações aparece a seguinte mensagem: "Por solicitação do administrador do fundo, a identificação dos seguintes ativos foi omitida ao público em geral".
    veja apenas um exemplo no ITAÚ AÇÕES SMALL CAP FUNDO DE INVESTIMENTO.
    acontece o mesmo com vários outros fundos, parece que por questão de estratégia comercial eles recebem permissão da CVM para não divulgar a carteira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IB

      Não sabia disso. Parece-me algo errado de se existir

      Excluir
  8. Guardião, depois que aprendi a olhar a composição dos fundos na CVM, eu tive certeza da enrascada em que me meti ao aplicar em fundos de investimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para aqueles que iniciam a economizar, ainda aprendendo, é uma forma melhor do que simplesmente ficar com o dinheiro na mão. 'Dinheiro na mão é vendaval'

      Excluir
  9. Ou, melhor de tudo, nem olhe para fundos de investimentos, estude e invista por conta própria, de acordo com seus objetivos pessoais.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se possível sim, mas essa é a realidade de menos que 1% dos brasileiros

      Excluir
  10. Guardião,

    Dica muito interessante.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Existe uma ferramenta mais completa. Entrando no www.infofundos.com é possível acompanhar a carteira de investimento de todos os fundos sem precisar ir no site da CVM.

    ResponderExcluir